Violência doméstica

0
867

«Há um tempo para rir e um tempo para chorar. O meu tempo de chorar tem sido muito longo. Dias de sol transformados em chuva miudinha, cinzenta, da que molha os tolos, como eu tenho sido, como eu sou. Molha a alma, transforma a vida em lama. E é fácil transformar a alma em lama. Basta trocar-lhe duas letras. Vou estender a lama ao sol a secar, para ver se as lágrimas evaporam e talvez a alma comece a vir à superfície, saída do fundo de lodo, ainda presa aos limos. Deixá-la branquinha, a rebrilhar, será uma questão de tempo.» Teresa Martins Marques, in “A Mulher que Venceu Don Juan”, pág. 21

Todos os dias somos confrontados com notícias sobre violência doméstica. No mundo, na Suíça, na Comunidade Portuguesa na Suíça… e são notícias que nos rasgam até ao mais profundo de nós.

Alguns de nós já nos teremos deparado com violência doméstica sem pensar sobre o que estará por trás… consumo de álcool e drogas, ataques de ciúmes…

Uma pessoa é considerada vítima de violência doméstica se a sua integridade física, psíquica, sexual, patrimonial e moral é ameaçada ou violada por um membro da famíla, seu/sua companheiro/a, atual ou antigo/a. O abuso sexual de uma criança e maus tratos em relação a idosos também é considerado como violência doméstica.

Nas relações, a maioria dos casos verificados são de violência doméstica contra a mulher, mas também há casos de violência doméstica contra o homem.

Na Suíça qualquer pessoa vítima de atentado à sua integridade corporal, sexual e psíquica tem direito a ajuda. Se é uma vítima e se precisa de fugir com os seus filhos de ameaças e de violência no casamento ou na relação, ou tem algum/a amigo/a ou familiar nestas condições, contacte/dirija-se os/aos serviços e casas de apoio na Suíça.

Em situação de emergência contacte a polícia, com número de emergência 117.

Em todos os cantões da Suíça, existe no mínimo um centro de aconselhamento para apoio às vítimas. Estes centros, cuja missão é responder às necessidades imediatas das pessoas vítimas, prestam serviços de qualidade, gratuitos e confidenciais na área jurídica, psicológica e social.

É aconselhável contactar o mais rápido possível um centro de aconselhamento para apoio às vítimas.

Lista de centros de aconselhamento e apoio às vítimas, casas de apoio para mulheres e crianças por cantão:

Aargau (AG) e Solothurn (SO), Opferhilfe, 062 835 47 90

Appenzell Innerhoden (AI), Appenzell Ausserrhoden (AR) e St Gallen (SG): Opferhilfe, 071 227 11 00

Basel-Landschaft (BL) e Basel-Stadt (BS), Opferhilfe 061 205 09 10; Frauenhaus Basel, 061 681 66 33

Bern (BE): Opferhilfe-Beratungsstelle, 031 370 30 70; Frauenhaus Bern, 031 332 55 33; Frauenhaus und Beratungsstelle der Region Biel / Solidarité femmes région biennoise, 032 322 03 44; Frauenhaus Thun-Berner Oberland, 033 221 47 47; LANTANA – Biel, 031 313 14 00; Service d’aide aux victimes / Beratungsstelle Opferhilfe, 032 322 56 33; VISTA – Thun, 033 225 05 60

Fribourg/Freiburg (FR): Centre de consultation LAVI pour les femmes / Solidarité Femmes
Opfer-Beratungsstelle für Frauen / Frauenhaus Fribourg/Freiburg, 026 322 22 02

Genéve (GE): Centre de consultation LAVI, 022 320 01 02; Solidarité Femmes Genève, 022 797 10 10

Glarus (GL): Opferberatungsstelle des Kantons Glarus, 055 646 67 36

Graubünden/Grigioni/Grischun (GR): Opferhilfe-Beratungsstelle Graubünden/Grigioni/Grischun, 081 257 31 50; Frauenhaus Graubünden, 081 252 38 02

Jura (JU): Centre de consultation LAVI – Jura, 032 420 81 00

Luzern (LU): Opferberatungsstelle des Kantons Luzern, 041 227 40 60

Neuchâtel (NE): Centre de consultation LAVI – Neuchâtel, 032 889 66 49

Nidwalden (NW): Beratungsstelle Opferhilfe Kanton Nidwalden, 041 618 44 81

Obwalden (OW): Kantonales Sozialamt Obwalden, 041 666 64 62

Schaffhausen (SH): Fachstelle für Gewaltbetroffene, 052 625 25 00

St Gallen (SG): Frauenhaus St. Gallen, 071 250 03 45

Kanton Schwyz (SZ) und Uri (UR): Opferhilfe-Beratungsstelle Kanton Schwyz und Uri, 0848 821 282

Thurgau (TG): BENEFO-STIFTUNG – Thurgau, 052 723 48 26

Ticino (TI): Servizio per l’aiuto alle vittime di reati – Ticino, 91 814 75 02 / 08
Vaud (VD): Centre de consultation LAVI, 021 631 01 52
Valais/Wallis (VS): Unterschlupf für gewaltbetroffene Frauen und ihre Kinder, 079 628 87 80
Zürich (ZH): BIF Beratungsstelle für Frauen gegen Gewalt in Ehe und Partnerschaft – Zürich,
044 278 99 99; CASTAGNA, 044 360 90 40; Frauenhaus Winterthur, 052 213 08 78; Frauenberatung sexuelle Gewalt, 044 291 46 46; Frauen-Nottelefon, 052 213 61 61; Mädchenhaus Zürich, 044 341 49 45; Opferberatung Zürich, 044 299 40 50; FIZ – Fachstelle Frauenhandel und Frauenmigration, 044 436 90 00; Frauenhaus Zürich Violetta, 044 350 04 04

 Zug (ZG): eff-zett das Fachzentrum Opferberatung, 041 725 26 50; triangel Beratungsdienste – Opferberatung, 041 728 80 80

 

A violência doméstica é crime!

Vamos pensar sobre a violência doméstica e sobre a forma como lidamos com ela. Vamos agir para reduzir os números!!!

Sejamos activos! Denunciemos!!!

Manuela Souto Abreu
Presidente da Change Mind – Global Aid

(No âmbito de futuras jornadas de sensibilização e prevenção da violência doméstica na comunidade portuguesa na Suíça, com o apoio da Embaixada de Portugal em Berna e da Coordenação Nacional da Pastoral das Migrações de Língua Portuguesa.)

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here