“Uma carreira prometedora”

0
699

Michael Palma Mendes destaca-se no meio universitário

Mais uma vez o jovem lusodescendente Michael Palma Mendes, nascido em 1992 em Unterseen-Interlaken, se destaca, agora, no meio académico (este jornal realçou o seu percurso desde o ensino liceal, galardoado em 2011).

Acaba de terminar a Licenciatura em Economia (Bachelor of Science), em julho deste ano de 2018, com a distinção “summa cum laude”, nota 5.75 em 6, na Faculdade de Gestão, Economia e Ciências Sociais da Universidade de Berna.

Devido ao destaque no meio académico foi-lhe atribuído, por esta mesma Universidade, um prémio monetário com vista a premiar a melhor nota de Licenciatura da Faculdade neste último semestre. Recebe também desde 2016, através da fundação “Schweizerische Studienstiftung”, uma bolsa pecuniária que se poderá prolongar até concluir o Mestrado.

Após terminar o Mestrado em Economia que decorre atualmente, tenciona “seguir um Doutoramento em Economia Urbana (estudo de mecanismos de criação de mais-valia económica em cidades Europeias em crescimento e os efeitos económicos em movimentos migratórios)”.

Michael Palma Mendes ainda não decidiu se depois seguirá carreira na área de pesquisa ou cargos representativos entre países, por exemplo na área do turismo. Aqui destaca um grande desejo de “trabalhar estreitamente entre Portugal e Suíça”.

Depois de um intercâmbio universitário no Rio de Janeiro em 2014, seguido de uma estadia de estudos de Mestrado em Sydney em 2017 e de um Curso em Econometria em Londres no mesmo ano, perguntámos-lhe que planos tinha para o futuro. Responde-nos sem hesitação: “Em janeiro de 2019 deslocar-me-ei a Lisboa para seguir cadeiras em Economia na Universidade Nova de Lisboa, no âmbito do meu Mestrado”.

O jovem universitário não deixou de nos lembrar “a grande vantagem de ter frequentado, até ao 12° ano, o Curso de Língua e Cultura Portuguesas, ministrado pela professora Fátima Brites”, destacando os conhecimentos adquiridos ao longo destes doze anos, que lhe abriram horizontes mais vastos e que serão, sem dúvida, importantes para o projeto que ambiciona seguir. E continua: “Este ensino ajudou-me a compreender melhor as minhas raízes: a minha língua materna em termos afetivos, gramaticais, estruturais e culturais”.

Michael não deixou de lamentar “a ainda pouca representatividade da comunidade portuguesa, sobretudo das camadas mais jovens, neste país de acolhimento que é a Suíça, em profissões liberais e académicas”. Conclui: “O mundo académico suíço abre-nos muitas portas, valendo a pena agarrar estas oportunidades únicas”.

Desejamos a Michael Palma Mendes tudo de bom para o futuro e muito sucesso no seu percurso a seguir.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here