O 2.° encontro de coros Litúrgicos em Baar

0
841

Realizou-se o segundo encontro de coros litúrgicos que contou, desta vez,  com a participação do Coro da Igreja de St. Martin Baar e Steinhausen, , Coro da Missão de Língua Italiana de Zug, Coro da Missão e de Língua Portuguesa de Sursee, do Coro da Missão de Língua Portuguesa de Luzerna, e do coro da Missão Católica Portuguesa de Baar na Igreja de St. Martin em Baar, cantão de Zug . A sessão foi aberta pelo Padre Aloísio e o evento foi apresentado pela Cidália Vaz Ferreira em português, e pelo Gonçalo Almeida em língua alemã. O objetivo foi, mais uma vez, o de aumentar a partilha e a aproximação de pessoas que professam a mesma fé, o que culminou com uma tarde diferente e muito intensa em que se ouviram cânticos com uma imensa profundidade e com uma imensa qualidade. Como o Padre Aloísio disse, a música e o canto estiveram sempre ligados na oração, em que grupos de pessoas mais bem cuidados na arte de cantar elevam os próprios cânticos, muitos deles de salmos bíblicos.  E que esta segunda edição era o culminar e o seguimento para que se possa partilhar e aproximar mais as pessoas; e, igualmente, que os grupos corais são também uma escola em família, em que se deixa entrar a música para alegrar a vida. Palavras sábias. E assim foi no passado dia 23 de junho, e esperamos que se possa repetir sempre no futuro, dada a elevação dos cânticos e a profundidade espiritual com que os mesmos iluminaram todos os presentes. Era bem patente a alegria nos rostos dos participantes e todo o seu envolvimento e empenho em dar graças às palavras mais emblemáticas e profundas da fé cristã.  Nunca podemos deixar de ressalvar a importância de todo o trabalho desenvolvido pelos grupos de cantos litúrgicos no seio da nossa comunidade. Pessoas desinteressadas que dão o melhor de si numa causa em que acreditam e que realmente elevam a um outro patamar os cantos religiosos, dada a sua beleza musical e a intensidade das suas mensagens. As mensagens que os cânticos transportam são uma oportunidade e uma possibilidade, para quem as ouvir, de serem melhores pessoas, ou pelo menos de tentarem tal, dada a eloquência das mensagens dos cânticos e da palavra sagrada. Uma partilha de momentos que faz todo o sentido nos dias atribulados que a nossa sociedade vive. No final, foi entregue uma lembrança a cada grupo participante e em seguida  foi servido um soberbo lanche, mesmo divinal, na sala paroquial da Igreja St. Martin.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here