Mira e Payerne dão as mãos para uma aproximação

0
1491

Uma comitiva da Câmara de Mira, com a pessoa do seu presidente, Dr. Raul Almeida, a chefiar, esteve na Suíça, no passado dia 12 de abril, para uma aproximação e um estreitar de relações entre Mira e Payerne, que pode ser da maior importância para as duas autarquias. Não se pode descurar que 15% da população em Payerne é de origem portuguesa. A syndique de Payerne, a senhora Christelle Brodart, recebeu a comitiva portuguesa cheia de sorrisos e de uma enorme simpatia, que resultou desde logo numa empatia coletiva em prol de uma aproximação entre as duas autarquias, que terá um novo epílogo dentro em breve, e temos a certeza de que será um casamento feliz. O Centro Português de Payerne fez as honras da casa ao servir um jantar a preceito, com a presença de um grupo de fadistas de enorme qualidade musical, que mereceu os mais rasgados elogios por parte de todo o público presente. Assim na viola baixo Artur fresco, viola de fado Venâncio Gil, guitarra portuguesa Ricardo Silva, voz masculina Mário Frade e a fadista Liliana Claro. Este grupo de fadistas veio com a comitiva da Câmara de Portugal.

Falámos com o Dr. Raul de Almeida.

–Esta aproximação, com a autarquia de Payerne, é um passo importante, tanto mais que vivem aqui muitos portugueses?

Dr. Raul Almeida –Vivem muitos portugueses e vive também uma comunidade muito grande de Mira, nomeadamente da Praia de Mira. Este é o segundo passo de aproximação, dado que esteve no passado mês de agosto um vereador de Payerne na nossa Câmara e visitou o concelho. Depois disso, surgiu o convite para virmos aqui, o Centro Português de Payerne, cuja direção é composta por muitos mirenses, da Praia de Mira, nomeadamente o Paulo, que agora é o presidente. Já têm vindo a esta cidade as Marchas de Mira, e hoje, como disse a Senhora Presidente, com este novo projeto da fotografia, pretendemos também essa aproximação, como também com o Fado, que será mais uma aproximação cultural. Como costumo dizer, a cultura é o primeiro passo para aproximar os povos e são estes passos que estamos a dar e também para estarmos junto da nossa comunidade portuguesa aqui na Suíça.

–O que é que pode ainda ser feito nesta fase de reconhecimento?

Dr. Raul Almeida – Eu acho que estes acordos de parcerias têm de ter dois planos; um cultural, para juntar os nossos emigrantes, mas também devemos ir para um plano empresarial e seria muito interessante trazer uma comitiva de empresários nossos para lançarem os seus produtos. Lançamos esse desafio à senhora presidente para termos um plano cultural, mas termos também um plano empresarial, porque precisamos de desenvolver o nosso território e com países mais desenvolvidos como a Suíça, para podermos exportar os nossos produtos…

–E o turismo não poderá ser também uma mais valia?

Dr. Raul Almeida – Sim, o turismo  também, nós somos recordistas mundiais com a bandeira azul, o maior número de anos consecutivos com a bandeira azul, e vamos entrar na rota Euro Velo, que é a maior rota circulável de bicicleta da Europa, que se pode chegar a todo o lado sempre junto à costa. Temos um bom produto no turismo para virmos dentro em breve aqui promover.

A Senhora Christelle Brodart disse-nos:

–Qual é o vosso sentimento com esta aproximação com Mira, quando vivem aqui muitos portugueses?

Syndique Christelle Brodart—Sim, é verdade que vivem muitos portugueses em Payerne, e como tal é um enorme sentimento de imensa alegria por poder receber esta comitiva aqui em Pyerne, e é também um reconhecimento em relação à comunidade portuguesa que é muito ativa, e como se sabe existe uma enorme comunidade de portugueses oriundos de Mira. Para nós é um dia com um enorme significado com esta aproximação com as autoridades de Mira.

–Esta aproximação começa com iniciativas culturais?

Syndique  Christelle Brodart – Propusemos um projeto efetivamente cultural que vai permitir o reconhecimento de pessoas de Mira que vieram trabalhar para Payerne com uma exposição fotográfica de algumas personalidades de Mira, e vai ser possível, assim, explicar o seu percurso de vida e também promover algumas conferências com este propósito.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here