Livro sobre a emigração portuguesa apresentado na Suíça no Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas

0
733

No passado sábado (10 de junho), Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, foi apresentado em Genebra, na Suíça, um dos principais destinos da emigração portuguesa, o livro “Gérald Bloncourt – O olhar de compromisso com os filhos dos Grandes Descobridores”.

O historiador Daniel Bastos na Livraria Camões em Genebra, ladeado pelo tradutor Paulo Teixeira (esq.), e o antigo dirigente associativo e sindical na Suíça, Manuel Barbosa (dir.)

A obra, uma edição bilingue em português e francês, concebida pelo historiador Daniel Bastos a partir do espólio do conhecido fotógrafo que imortalizou a gesta da emigração portuguesa para o centro da Europa nos anos 60 e 70, foi apresentada na Livraria Camões, um espaço cultural de referência da lusofonia em terras helvéticas, e esteve a cargo do tradutor Paulo Teixeira, e do antigo dirigente associativo e sindical na Suíça, Manuel Barbosa.

No decurso da sessão, que contou com a presença de vários representantes da comunidade portuguesa em Genebra, assim como do apresentador e jornalista Jorge Gabriel, que no âmbito do programa “Aqui Portugal” dedicado ao 25.º aniversário da RTP Internacional esteve em antena a partir da Livraria Camões, e do Cônsul-geral de Portugal em Genebra, Miguel de Calheiros Velozo, todos foram unânimes em considerar que as fotografias de Gérald Bloncourt constituem um contributo fundamental para a história da emigração portuguesa.

Da dir. para a esq.: o apresentador e jornalista Jorge Gabriel, o proprietário da Livraria Camões, António Pinheiro, o historiador Daniel Bastos, o tradutor Paulo Teixeira, e o antigo dirigente associativo e sindical na Suíça, Manuel Barbosa
O historiador Daniel Bastos e o Cônsul-geral de Portugal em Genebra, Miguel de Calheiros Velozo, ladeados pelo tradutor Paulo Teixeira (esq.), e o antigo dirigente associativo e sindical na Suíça, Manuel Barbosa (dir.)

Segundo Daniel Bastos, a edição do espólio fotográfico de Gérald Bloncourt e apresentação do livro em Genebra, na Suíça, um dos principais destinos da emigração portuguesa, cuja comunidade é a terceira maior em terras helvécias, representam “um justo reconhecimento aos protagonistas anónimos da história portuguesa que lutaram aquém e além-fronteiras pelo direito a uma vida melhor e à liberdade”.

Refira-se que a sessão de apresentação, que impulsionou uma enriquecedora tertúlia que revisitou experiências, memórias e testemunhos sobre o fenómeno da emigração lusitana, em particular na Suíça, incluiu um Porto de Honra, um produto emblemático da cultura portuguesa.

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here