Edição Maio 2018

0
1026
Edição Maio 2018

Foi celebrado mais um 25 de abril. Passaram 44 anos depois do dia 25 de abril de 1974, que viria a mudar irremediavelmente a nossa História. Todos os anos aparecem factos novos e vieram nos últimos dias ao conhecimento público gravações do aparelho de censura do antigo sistema. Foram precisos 44 anos para se saber que mesmo no dia da revolução muitos continuaram a desempenhar as suas funções no meio editorial do sistema. Mas são muitos ainda que consideram o 25 de abril apenas como mais um feriado, sem terem a consciência do que representa para a nossa democracia. Como tal, é de louvar o desempenho dos professores da Língua e cursos de Português junto das crianças da nossa comunidade. Ensinando, incentivando e promovendo o dia 25 de abril nos trabalhos escolares dos seus alunos. Para muitos na nossa comunidade, é apenas mais um motivo para se organizar um bailarico. Como tal, a abstenção e a falta de interesse pela História contemporânea deveriam ser, talvez, objeto de reflexão e de sensibilização. As ideias devem ser respeitadas e apenas as ideias devem ser ponto de debate. Não as pessoas. Foram os valores democráticos que permitiram sermos a sociedade multipartidária que somos nos dias de hoje e como tal o voto faz parte dos valores de cidadania e do respeito pelo 25 de abril de 1974.

Não posso deixar de mencionar que efetivamente muitos portugueses começaram a deixar a Suíça, para regressarem em definitivo ao nosso país. É um virar de página para abraçar novos desafios. Muitos com o estatuto de aposentados. Outros regressam na idade ativa e perspetivam um recomeçar de vida. Muitas crianças vão ter de se adaptar a nova realidade, a uma nova escola, e, apesar de muitos falarem o português, vão ter de aprender um novo sistema. Muitos viveram mais de uma década em terras helvéticas e a maior parte das crianças nasceu e cresceu numa outra realidade. Que acompanhamento poderão ter estas pessoas? Onde poderão ser apoiadas? Nas Juntas de Freguesia? Será que é assim?…

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here