Edição Janeiro 2019

0
2695

Ano novo vida nova, diz o provérbio e muito bem. Os desafios para este ano de 2019 estão lançados e espera-se que a base da estabilidade possa ser uma realidade para todos os setores da nossa sociedade. No entanto, colocam-se sempre algumas questões, como, por exemplo, quando os portugueses regressam a Portugal e chega o dia de pedir a sua reforma à Suíça. Será que os serviços da Segurança Social em Portugal estão a dar o melhor encaminhamento a esses mesmos pedidos, que é um direito? Muito sinceramente, não creio, e sabemos que há casos pendentes há muito tempo sem qualquer resposta de nenhuma entidade competente. O que é de lamentar, porque muitas das pessoas em causa precisam mesmo dessa prestação à qual têm direito, aliás.

Estamos também com muita curiosidade em conhecer os novos números da confederação, em relação ao número de portugueses que deixaram a Suíça no ano de 2018. Mesmo se muitos não o reconhecem, o que é certo é que muitos portugueses regressaram ao nosso país, e muito por culpa do tema da declaração dos bens e da pouca margem de tolerância que as autoridades helvéticas concederam. E sabemos já que no ano de 2019 muitos da primeira geração, e não só, também estão decididos a regressar. Claro que o levantamento dos fundos da caixa de pensão influencia muito a decisão de deixar a Suíça. Mesmo se continua a haver alguns boatos a circular junto da comunidade de que a partir do  ano de 2020 não vai ser já possível levantar esses mesmos fundos acumulados, ao longo dos anos de trabalho neste país, podemos garantir que no momento não existe qualquer decisão, ou iniciativa, ou lei, que proíba levantar esse capital acumulado, sendo que as regras de sempre continuam em vigor.

Bom ano de 2019 e muita saúde… é o que mais desejamos aos nossos Leitores e Anunciantes.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here