Edição Janeiro 2018

0
2771

Ano novo, vida nova. Vamos iniciar o ano de 2018 com forças redobradas para fazer mais e melhor, sempre que nos seja possível. Pelo menos, esse é sempre o nosso maior objetivo. Vamos entrar no nosso vigésimo ano de atividade. Sabemos que nem tudo corre como desejaríamos, mas, sem qualquer apoio, e tão-só com a generosidade dos nossos leitores assinantes e a confiança dos nossos anunciantes, só nos podemos regozijar com o nosso percurso ao longo dos anos. Claro que ficaram muitos coisas por dizer, outras tantas por esclarecer e, de certeza, muitas outras tantas por fazer. Mas, acreditem, percorrer a Suíça e marcar presença em tantos eventos, acontecimentos, com a riqueza de usos e costumes existentes na nossa comunidade, tentando transmitir o melhor que esta nos oferece, não é tarefa fácil.

Estamos em crer que, neste ano de 2018, muitos portugueses vão regressar de vez ao nosso país. Aliás, os números apontam mesmo nesse sentido. As razões são muitas. Não nos podemos esquecer de que o grande boom da emigração para a Suíça foi nos anos 80. Quer isto dizer, portanto, que estamos a falar de portugueses que estão prestes a atingir a idade da reforma, ou, em alguns casos s da pré-reforma, e muitos outros decidiram regressar pela campanha da declaração dos bens ao fisco suíço; não se sentem confortáveis com a situação e, por isso, decidiram, assim, levantar os seus fundos, o que ainda é sempre possível, segundo o acordo administrativo, e regressar à sua terra. Portanto, vamos ter um ano em que o número de portugueses que residem na Suíça tem todos os ingredientes para baixar, e ficar muito aquém dos 280 mil. Além de tudo isto, devemos dizer ainda que a conjuntura económica melhorou no nosso país, e muitos não se sentem atraídos pelo caminho de emigrar.

O nosso jornal deseja a todos os seus leitores e anunciantes um excelente ano de 2018, e que este seja o tal… com muita saúde e próspero.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here