Cristina Rodrigues e o seu programa Portugalidades na Radio Cité em Genebra em FM 92.2

0
527

Cristina Rodrigues sempre teve uma enorme paixão pelo mundo da comunicação. Sobejamente conhecida pelas inúmeras iniciativas em Genebra, não deixou passar a oportunidade quando se lhe deparou de novo a possibilidade de se abrir um novo programa em Língua Portuguesa na Radio Cité FM. A Cristina é natural da Póvoa do Varzim, a viver em Genebra há muitos anos, desde 1987, e o seu programa Portugalidades vai já em 7 anos de emissão, sempre das 19 às 20 horas, de segunda a sexta, em FM 92.2 ou em www.radiocite.ch

–Como está o teu programa Portugalidades?

Cristina Rodrigues – Posso dizer que vai de vento em pompa. Por vezes não temos a noção do alcance, mas a verdade é que eles estão sempre lá presentes quando solicitamos algo. Interagem com o programa e fazem-nos sentir que o nosso trabalho vale a pena. Temos aqueles ouvintes assíduos, e sempre que abrimos um passatempo aparecem novas pessoas a participar e tal deixa-me muito feliz.

–No teu programa, de segunda a sexta-feira, existe com toda a certeza uma preocupação em dar a conhecer o melhor da comunidade portuguesa. Assim, quais são os temas predominantes que levas ao teu auditório?

Cristina Rodrigues – Claro que se tenta ir ao encontro do que as pessoas pretendem ouvir. Assim sendo, tentamos informar a comunidade de todas as atividades, damos muita atenção a programas culturais e muito especialmente à História; assim, temos um programa com o Professor Reto Mónico, muito interessante, dado que nos dá a conhecer muitos aspetos muito interessantes da nossa História. Não só falar da História de Portugal, mas falar da História da Suíça que é o país onde vivemos e onde muitos realizam todos os seus projetos de vida. Outra novidade é o incentivo à leitura com a divulgação de contos e dos seus autores. Isto tudo no meio de muitas entrevistas dos artistas que visitam sempre o nosso estúdio, como já foi o caso do Tony Carreira, entre muitos outros.

–O teu programa em FM…

Cristina Rodrigues — Temos de dizer que é um programa diário…

–Pois eu ia perguntar-te como é que nasceu o teu programa Portugalidades em FM, caso único na Suíça, dado que o que existe em Zurique é semanal. Assim, como foi o início deste projeto?

Cristina Rodrigues– Foi tudo conseguido porque a Cristina Rodrigues é muito ambiciosa e tem uma paixão muito especial pela comunicação. A nossa comunidade em Genebra é muito numerosa e merecia ter um programa de rádio. Ouvia falar da Rádio Alfa em Paris, da Rádio em Luxemburgo, ou seja, porque não um programa de rádio em Genebra? Achava lamentável tal situação. A verdade é que a Radio Cité tem já um histórico, dado que houve em tempos outros programas em língua portuguesa, tempos esse em que inicialmente era ao domingo, depois passou a ser ao sábado e ao domingo, depois a rádio mudou de proprietário e então acabaram-se os programas em língua portuguesa. Naquele tempo o programa chamava-se Hora Lusitana. O que é certo é que a nova proprietária pediu ajuda ao Estado em Genebra, dado que passou por algumas dificuldades financeiras, e essa ajuda foi concedida, mas com regras. E uma dessas regras é que a rádio abrisse de novo os microfones às comunidades. Com a minha rede de conhecimentos consegui este programa, e uma das minhas exigências foi que o programa fosse diário, e foi aceite.

–Qual é a maior das prioridades do teu programa?

Cristina Rodrigues – Claro que tudo o que se passa com a comunidade portuguesa, especialmente aquela que reside em Genebra. Depois, pode abordar-se o que os portugueses fazem no resto da Suíça. Claro que a música portuguesa é um dos pontos centrais e em especial artistas da comunidade, que nos últimos tempos têm vindo a diminuir. Já não existem tantos cantores como há uns anos. Existem muitos grupos de baile, mas apenas divulgamos trabalhos próprios, mas não se podem divulgar todos os grupos de música. Tivemos já grandes nomes no estúdio, o que nos deixa muito felizes. Nomes de todos os quadrantes, mesmo da política. Como, por exemplo, entrevistei o Presidente da República. E muitas outras personalidades e todos reconheceram a importância de haver uma Rádio FM em Língua Portuguesa em Genebra.

–Ainda temos o Fado, que merece uma atenção muito especial?

Cristina Rodrigues – Todas as semanas temos um espaço dedicado ao Fado, como não poderia deixar de ser. É uma das emissões de grande sucesso, que teve uma voz da grande Mariana Correia, que, entretanto, regressou a Portugal…

—Como vês o futuro do teu Portugalidades?

Cristina Rodrigues –Sinceramente, acho que já teve melhores perspetivas. Existe uma enorme falta de pessoas com qualidade e começo a ter alguma dificuldade em ter pessoas, mas deixa-me dizer que se a atual equipa se mantiver, posso dizer que estamos bem, mas se por alguma razão alguém falhar, pode vir a ser complicado, não tenho nenhuma dificuldade em admitir a situação. Mas estamos bem, e se assim continuarmos, vamos estar por muitos mais anos. Deixa-me dizer que o nosso trabalho é benévolo, ninguém ganha nada, apenas disponibiliza o seu tempo de forma graciosa em prol de todos e em Língua Portuguesa.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here