António Zambujo em Zurique no “Moods”

0
632

Momentos inesquecíveis – Zambujo no topo da sua arte

Frente a uma plateia recheada por metade de suíços e portugueses/brasileiros convencidos do talento de António Zambujo, vivemos uns momentos inesquecíveis neste 14 de janeiro. Foi uma viagem no universo de António Zambujo. Zambujo a solo com a sua guitarra, sua boa disposição e as suas canções. Passámos pelo fado (Senhora da Nazaré, Rosinha dos limões, Nem às paredes confesso), a bossa nova, as músicas tradicionais portugueses (Alentejo, Açores), as músicas de Vinícius de Morais (Quando tu passas por mim, Apelo), as telenovelas brasileiras (No Rancho Fundo, Luar do Sertão), etc. Momentos portugueses e brasileiros, e até mesmo espanhóis. E houve também todos os clássicos de António Zambujo (Pica do 7, Fortuna, Zorro, Lambreta, Rua dos meus Ciúmes, Flagrante, Flinstones, Valsa de um pavão ciumento, etc.). E João e Maria de Chico Buarque “A gente agora já não tinha medo, No tempo da maldade acho que a gente nem tinha nascido”.

Chegámos à excelência: a voz, a guitarra, a maneira, o jeito, as letras. Zambujo confessa, na brincadeira, não se lembrar do nome da canção…mas sabe as letras todas.
Na atualidade não são muitos os portugueses a conseguir cativar o público suíço numa cidade como Zurique, só com uma guitarra e a sua voz. Já estamos à espera da próxima atuação.

Vivemos um grande concerto, intimista e de qualidade: poder apreciar António Zambujo no topo da sua arte depois dos espetáculos com o seu conjunto numas salas maiores ou em Lisboa no Coliseu dos Recreios, com o seu amigo Miguel Aráujo. Foi um privilégio também estar ao lado dum grande admirador de Zambujo, o Francisco Prata, grande especialista de música portuguesa e brasileira.

Ouvir a metade da sala cantar “Menina estás à janela” e uns gritos como “lindo” ou “Viva o Alentejo!” depois dalgumas canções aquece mesmo o coração. Resumindo e concluindo: o concerto perfeito.

Texto e fotos: Clément Puippe

O prazer de estar no palco. Falou de forma descontraída em português e inglês
Concentração e paixão – Zambujo arrasou o público
O último CD de António Zambujo, Zambujo e Chico Buarque: o casamento perfeito entre uma voz portuguesa e as músicas brasileiras do mestre
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here