A Quinta do Javali é um paraíso nas encostas do Douro

0
855

Fomos visitar a Quinta do Javali ao Douro.

A Quinta do Javali produz dos melhores néctares no mercado nacional. É um facto. Para termos a certeza da proveniência destes vinhos de eleição, fomos ao Douro a convite do enólogo e proprietário António Mendes, com a indicação de Rui Lourenço da Gomes Weine, que é o importador destes vinhos para a Suíça.

O que podemos dizer dos vinhos da Quinta do Javali:
Que emanam frescura e sabedoria, carácter e consistência, cor intensa e elegantes, são sóbrios e com personalidade, sedosos e complexos, e arriscamos dizer, depois de conhecermos a Quinta, em pleno Douro, que é um néctar iluminado pelos deuses mais sábios da mãe natureza.

A Quinta do Javali situa-se em Nagoselo do Douro, S. João da Pesqueira, que é uma terra abençoada pela beleza natural e com a responsabilidade de ser um verdadeiro templo para a produção das melhores vinhas que produzem o melhor néctar do mundo. A beleza da região não passa despercebida a ninguém. Não só o afirmado e conceituado Vinho do Porto tem razão de se embandeirar, mas também os vinhos maduros que são tratados com a maior generosidade e simplicidade de sempre.

O enólogo António Mendes trata os seus vinhos com dedicação e profissionalismo, com sabedoria e mestria, mas, como ele diz, são as vinhas da quinta que guardam o segredo mais sagrado dos atributos dos seus vinhos. A Quinta do Javali oferece também a qualidade do seu azeite, em que a acidez nem se nota, aliada à frescura das azeitonas verdes, que dão um azeite de grande qualidade. Mas, foram os vinhos que mereceram a nossa visita, e a forma como são tratados e elevados a néctares de qualidade diz-nos que vamos lá voltar.

Quem, porventura, não conhecer os vinhos da Quinta Javali procure e prove, e depois deixe-se levar até onde o seu palato lhe permitir; vai ver que não se vai arrepender.

Fala-nos das tuas castas e dos teus vinhos.

António Mendes: A Quinta do Javali nasceu como empresa produtora de vinhos no ano de 2000. O nosso primeiro vinho é de 2001. A nossa vinha mais nova tem 35 anos de idade, e as outras quatro vinhas ainda são mais velhas. Portanto, foi desde esse ano que nos dedicamos a engarrafar e a vender o nosso vinho com a marca da nossa quinta.

Uma das particularidades destes teus vinhos é que é encorpado, que se distancia de imediato de todos os outros os vinhos. Qual é o segredo deste vinho?

António Mendes: De verdade que segredos não há nenhum. Repara fazer vinho não temnenhum segredo, quem quiser procurar na Internet vê como se faz o vinho. Desde o tempo dos gregos que toda a gente faz vinho. Mas creio que se deve muito ao respeito da uva e o segredo, como toda a gente sabe, está na vinha. Depois, na adega, faço o mínimo de Intervenções possíveis, como tu viste, faço o meu vinho numa adega tradicional, e penso que essa é uma das grandes tipicidades do meu vinho. Eu defendo um vinho tradicional, e é o que eu defendo para a Quinta do Javali. Um lagar com pisa a pé, sempre, nada de adições de leveduras, ou qualquer tentativa de manipular o vinho; tento levar o vinho que eu quero, que é um vinho fácil, bastante seco, e também muito taninosos, e a pisa a pé ajuda muito nesse sentido também.

Temos a novidade do azeite?

António Mendes: Sim, essa é a novidade. Desde sempre que temos um olival na quinta e produzíamos azeite levando as azeitonas a um lagar. Decidimos produzir o azeite na quinta e temos agora uma máquina que nos deixa autónomos e não estamos dependentes de ninguém. Fazemos vinhos, e agora também fazemos azeite. Apanhamos a azeitona e no próprio dia transformo em azeite. O objetivo é tentar fazer o melhor vinho e o melhor azeite do mundo, mesmo sendo uma utopia, é o que todos procuram. E eu também.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here